Print Friendly Version of this pagePrint Get a PDF version of this webpagePDF

domingo, 23 de março de 2014

TRAIÇÃO?





Muitos são as situações em que é difícil saber se se trata de crise passageira ou indício de fim do amor; é o caso da infidelidade conjugal.
A infidelidade conjugal pode ser de caráter essencialmente sexual ou mais sentimental. Pode ter fatores atenuantes ou não ter justificativa.
A infidelidade sexual costuma ser mais masculina e, quando eventual, corresponde a uma tentação momentânea, movida a álcool e com os amigos.
A infidelidade sexual pode não indicar grande desgaste no elo conjugal e, em geral, é algo que se supera. A sentimental é bem mais complexa.
A infidelidade sentimental só irá corresponder a uma crise transitória se ambos se colocarem como corresponsáveis pelo que aconteceu a eles.
A infidelidade pode desencadear um processo de amadurecimento do vínculo conjugal quando ambos percebem seus erros e tratam de se modificar.
Se a infidelidade não estiver a serviço de aprimorar a intimidade do casal, a insegurança e o ciúme poderão prevalecer e conduzir à ruptura.