Print Friendly Version of this pagePrint Get a PDF version of this webpagePDF

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

CIÚMES



O ciúme, mesmo quando bem administrado, acaba se manifestando quando surge algum risco de perda do amado: reforça ainda mais a insegurança.
Uma pessoa pode ter boa autoestima, conviver com um parceiro totalmente confiável e ainda assim sentir ciúme da relação dele com uma irmã.
O ciúme sentimental é o que um pai costuma experimentar, por exemplo, ao observar a intensidade do carinho que une seu filho à sua esposa.
O ciúme sentimental é mais forte quando a intensidade do amor que une as pessoas envolvidas é enorme: casais apaixonados tendem a se isolar!
Casais apaixonados costumam ter mais problema de ciúme sentimental do que os que se amam menos, onde a desconfiança gera maior ciúme sexual.
É possível a uma pessoa que ama de verdade seu par não sentir nenhum tipo de ciúme? Essas criaturas existem, mas são a exceção e não a regra.

As origens do ciúme são conhecidas (insegurança, amor intenso, desejo de exclusividade etc). O que não sabemos explicar é sua inexistência!


Flávio Gikovate